Na Odontologia, a toxina botulínica foi devidamente regulamentada para uso pela Resolução 112/11 do Conselho Federal de Odontologia – CFO – desde setembro de 2011.

A Toxina Botulínica, o famoso Botox®, conhecida por disfarçar rugas de expressão e flacidez no rosto, é utilizada também no tratamento odontológico para a ‘resolução’ dos casos de sorriso gengival, tratamento do bruxismo e dores de cabeça de origem odontológica, dentre outros. Devido sua atuação na diminuição da tensão muscular, ela pode ser utilizada para diversas finalidades na área. O procedimento é seguro e simples.

Benefícios na odontologia:

– Controle do bruxismo: uma situação que se caracteriza pelo apertamento ou ranger de dentes durante o sono e/ou em vigília. Além disso, a substância também pode ser aplicada no controle das próprias dores de cabeça secundárias ao bruxismo.

– Disfunção de ATM e dor orofacial.

– Sorriso Gengival: pacientes que ao sorrir mostram a gengiva em excesso.

-Tratamento corretivo das assimetrias de face (ligadas à hipertrofia dos músculos da mastigação)

– A toxina botulínica é muito útil ainda na preparação dos músculos da boca do paciente que vai fazer implante dentário. A substância ajuda no relaxamento da musculatura da mastigação, o que favorece a adaptação ao uso de próteses dentárias.

A duração da toxina é de seis meses e precisa ser reaplicado para continuidade do bom resultado.

Entre as suas vantagens mais significativas, trata-se de uma intervenção cujos resultados se verificam rapidamente e de uma solução que apresenta pouquíssimos    e passageiros efeitos colaterais, de forma que a sua utilização é bastante segura.

 

Aprovado pelo:

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *